A Revelação de Jesus Cristo – Capítulos 18 – 22

CAPÍTULO 18

 

Apocalipse 18:1

Depois destas coisas, vi descer do céu outro anjo, que tinha grande autoridade, e a terra se iluminou com a sua glória.

 

clip_image002

 

A ênfase no capítulo anterior estava na mulher que foi vista montada no dorso da besta e que representava o sistema religioso apóstata mundial (a Babilônia Religiosa) que deu seu poder ao Anticristo. Este capítulo focaliza no sistema Comercial que é a Babilônia, a Grande Cidade, o nome simbólico para a forma final de governo mundial. A João é dado uma prévia do declínio do Anticristo e de seu governo (a Babilônia Comercial), e sua queda será o resultado dos julgamentos sobrenaturais derramados por um Deus irado. Este Governo Único Mundial e seus regentes de elite serão esmigalhados e se desmoronarão ao término do período da Tribulação.

Aqui João vê um Anjo vindo do Céu com grande poder e o brilho de sua presença ilumina a terra. O comentarista Swete diz, ‘Tão brevemente ele veio da própria presença de Deus que, ao passar, ele arremessa um largo facho de luz por esta terra escurecida’. É impossível ocultar fato de alguém já ter estado na Presença do Senhor. Isso se assemelha à época de Moisés quando ele desceu da montanha depois de seu encontro com Deus; o povo não podia olhar para a face dele por causa de seu brilho. A grande luz que iluminará toda a terra nesta controvérsia final é a revelação da perfeição e da retidão de Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo. Convida os homens para contemplá-Lo e para saírem das trevas e entrarem na Sua gloriosa luz.

 

1 Peter 2:9

Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.

 

Êxodo 34:29-30

29  Quando desceu Moisés do monte Sinai, tendo nas mãos as duas tábuas do Testemunho, sim, quando desceu do monte, não sabia Moisés que a pele do seu rosto resplandecia, depois de haver Deus falado com ele.

30  Olhando Arão e todos os filhos de Israel para Moisés, eis que resplandecia a pele do seu rosto; e temeram chegar-se a ele.

- – - – - – - – - – -

 

 

Apocalipse 18:2

Então, exclamou com potente voz, dizendo: Caiu! Caiu a grande Babilônia e se tornou morada de demônios, covil de toda espécie de espírito imundo e esconderijo de todo gênero de ave imunda e detestável.

 

A mensagem que o Anjo traz é que a poderosa Cidade Comercial da Babilônia, a cidade a qual o mundo inteiro presta homenagem, está ruindo, se quebrando. Ele repete isto duas vezes como um lamento ou réquiem para alguém ou algo que está morrendo. Esta cidade poderosa se tornou uma habitação de espíritos imundos, maus e demônios. Acaso não vemos uma exaltação no lado obscuro do sobrenatural em nosso mundo de hoje? Os filmes e livros estão cheio disto, e o público está engolindo isto. Os frutos das realizações da Babilônia estão se tornando sua ruína, orgulho, ganância, arrogância, sua tecnologia e riqueza excessiva e sua fixação na idolatria, tudo isto ela tem em abundância.

 

Apocalipse 18:3

pois todas as nações têm bebido do vinho do furor da sua prostituição. Com ela se prostituíram os reis da terra. Também os mercadores da terra se enriqueceram à custa da sua luxúria.

 

As nações do mundo tinham se alinhado com o Anticristo e seu sistema mundial e tinham sido parceiras ativas em tudo o que ele fez, submetendo-se a ele e entregando a ele sua autoridade, e não há limite algum à ganância das nações pela riqueza e luxúrias que elas buscam. O Dia do Pagamento chegou; as nações colherão o que elas semearam e receberão de paga as conseqüências.

 

Apocalipse 18:4-5

4  Ouvi outra voz do céu, dizendo: Retirai-vos dela, povo meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos;

5  porque os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou dos atos iníquos que ela praticou.

 

Esta é uma chamada àqueles que fizeram a escolha de o senhor em vez do Anticristo. É uma chamada para se separarem deste sistema mundial (a Babilônia), uma sociedade materialista que tem muitas iscas e é uma tentação constante para todos os descuidados. Das palavras faladas por esta outra voz que vem do Céu nós podemos seguramente deduzir que se trata da voz do Senhor, “Retirai-vos dela, Povo Meu. A voz diz que Ele se lembra de todas as iniqüidades dela, sua idolatria, sua maldade e os adverte dos julgamentos que estão por vir.

 

Apocalipse 18:6-8

6  Dai-lhe em retribuição como também ela retribuiu, pagai-lhe em dobro segundo as suas obras e, no cálice em que ela misturou bebidas, misturai dobrado para ela.

7  O quanto a si mesma se glorificou e viveu em luxúria, dai-lhe em igual medida tormento e pranto, porque diz consigo mesma: Estou sentada como rainha. Viúva, não sou. Pranto, nunca hei de ver!

8  Por isso, em um só dia, sobrevirão os seus flagelos: morte, pranto e fome; e será consumida no fogo, porque poderoso é o Senhor Deus, que a julgou.

 

Esta mesma voz está falando com aqueles que levarão a cabo o julgamento da Babilônia, está lhes dizendo que o façam, que dêem a ela o troco por tudo que ela fez no passado. Deus tomará as devidas providências para que este grande Sistema Comercial e aqueles que o controlam recebam sua justa paga. Ela receberá o troco em dobro de acordo com todas as suas obras, de sua própria taça de maldade ela beberá. Como uma ditadora ela fez o que todos os ditadores no passado fizeram, cometendo o pecado da auto-indulgência, vivendo a vida de luxúria, enquanto o resto do mundo sofria. Ela estava cheia de orgulho, glorificando-se como uma rainha, se vangloriando de que ela não sofreria como uma viúva e não conheceria tristeza alguma. Este é um exemplo de auto-engano, ela não pôde ver o que foi escrito na parede, sua destruição e sofrimento virão sobre ela um dia, será súbito e completo e ela será consumida pelo fogo trazido pela Mão de Deus.

 

Hebreus 12:28-29

28  Por isso, recebendo nós um reino inabalável, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor;

29  porque o nosso Deus é fogo consumidor.

- – - – - – - – - – -

Apocalipse 18:9-10

9  Ora, chorarão e se lamentarão sobre ela os reis da terra, que com ela se prostituíram e viveram em luxúria, quando virem a fumaceira do seu incêndio,

10  e, conservando-se de longe, pelo medo do seu tormento, dizem: Ai! Ai! Tu, grande cidade, Babilônia, tu, poderosa cidade! Pois, em uma só hora, chegou o teu juízo.

 

 

clip_image004

 

A vida fácil chegou ao fim, o passeio gratuito acabou para aqueles governantes da terra que viveram suntuosamente e enriqueceram por causa de sua relação com o Anticristo e seu governo mundial. Eles agora estão a uma distância segura, apavorados ante à destruição que estão testemunhando e estão lamentando por terem perdido o “ticket” de sua refeição; parafraseando um antigo provérbio em inglês, ‘O dinheiro de um tolo logo o abandona’, para, ‘Os amigos de um tolo logo o abandonam’.

 

Apocalipse 18:11-14

11  E, sobre ela, choram e pranteiam os mercadores da terra, porque já ninguém compra a sua mercadoria,

12  mercadoria de ouro, de prata, de pedras preciosas, de pérolas, de linho finíssimo, de púrpura, de seda, de escarlata; e toda espécie de madeira odorífera, todo gênero de objeto de marfim, toda qualidade de móvel de madeira preciosíssima, de bronze, de ferro e de mármore;

13  e canela de cheiro, especiarias, incenso, ungüento, bálsamo, vinho, azeite, flor de farinha, trigo, gado e ovelhas; e de cavalos, de carros, de escravos e até almas humanas.

14  O fruto sazonado, que a tua alma tanto apeteceu, se apartou de ti, e para ti se extinguiu tudo o que é delicado e esplêndido, e nunca jamais serão achados.

 

Das governantes aos comerciantes, aqueles que tornaram o comércio possível para a elite ter vivido tão suntuosamente como viveram. A nó é dada uma grande lista de todas as mercadorias com que estes homens negociaram e é claro de se ver que são todos artigos de luxo, as luxúrias da vida, não as necessidades básicas. Nós também vemos que o lamento e gemido deles são estritamente egocêntricos, arraigados no egoísmo porque ninguém mais está comprando suas mercadorias. As riquezas que eles puderam acumular vieram às custas dos outros, os corpos e as almas dos homens. Aqueles que gostavam de viver luxuosamente às custas dos outros nesta Babilônia Comercial perceberão que as riquezas e o esplendor deles não mais podem ser encontrados, e o preço que eles pagarão por sua associação com este protegido de Satanás será o tormento eterno no Lago de Fogo.

 

Apocalipse 18:15-16

15  Os mercadores destas coisas, que, por meio dela, se enriqueceram, conservar-se-ão de longe, pelo medo do seu tormento, chorando e pranteando,

16  dizendo: Ai! Ai da grande cidade, que estava vestida de linho finíssimo, de púrpura, e de escarlata, adornada de ouro, e de pedras preciosas, e de pérolas!

 

Da mesma maneira que sucedeu aos governantes, também os comerciantes, aterrorizados com o que está acontecendo, estão a uma distância segura enquanto testemunham o tormento e destruição desta grande cidade, lamentando a perda de tudo o que eles acumularam para si. Sempre pensando em si mesmos e não ponderando sobre as conseqüências de suas ações e sobre sua completa desconsideração ao Deus que criou tudo o que eles possuíam, recusando o tesouro mais precioso de todos –  o Amor de Deus.

 

Apocalipse 18:17-19

17  porque, em uma só hora, ficou devastada tamanha riqueza! E todo piloto, e todo aquele que navega livremente, e marinheiros, e quantos labutam no mar conservaram-se de longe.

18  Então, vendo a fumaceira do seu incêndio, gritavam: Que cidade se compara à grande cidade?

19  Lançaram pó sobre a cabeça e, chorando e pranteando, gritavam: Ai! Ai da grande cidade, na qual se enriqueceram todos os que possuíam navios no mar, à custa da sua opulência, porque, em uma só hora, foi devastada!

 

Como os demais, todos aqueles que velejaram os mares e lidavam com seu comércio em navios, estavam a uma distância segura, lamentando a perda do seu sustento. Eles gemiam e gemiam porque a fonte de sua riqueza estava sendo destruída diante de seus próprios olhos e, mais uma vez, temos um exemplo de puro egoísmo. Eles estavam lamentando a perda dos meios pelos quais eles obtinham sua riqueza, não a destruição da cidade.

 

Apocalipse 18:20

Exultai sobre ela, ó céus, e vós, santos, apóstolos e profetas, porque Deus contra ela julgou a vossa causa.

 

Que contraste, uma chamada para exultar, o qual parece estranho quando você pensa no que de fato está acontecendo. Sabendo que Deus não tem prazer na morte de pecadores, temos que concluir que esta chamada para exultar é para justiça não para julgamento. É Deus cumprindo Sua promessa aos Santos martirizados que Ele os vingaria. Nós poderíamos chamar a isto de uma justa resolução por tudo aquilo aconteceu.

 

Apocalipse 18:21

Então, um anjo forte levantou uma pedra como grande pedra de moinho e arrojou-a para dentro do mar, dizendo: Assim, com ímpeto, será arrojada Babilônia, a grande cidade, e nunca jamais será achada.

 

Este Anjo poderoso está demonstrando como a grande cidade de Babilônia se acabará. Como uma grande pedra lançada ao mar afundaria imediatamente, tal será a queda da Babilônia. O povo de Deus não precisa temer nada disso se eles tiverem sido verdadeiros a Ele e não tiverem deixado os prazeres materiais deste mundo lhes roubarem da fé.

 

Jeremias 51:62-64

62  E dirás: Ó SENHOR! Falaste a respeito deste lugar que o exterminarias, a fim de que nada fique nele, nem homem nem animal, e que se tornaria em perpétuas assolações.

63  Quando acabares de ler o livro, atá-lo-ás a uma pedra e o lançarás no meio do Eufrates;

64  e dirás: Assim será afundada a Babilônia e não se levantará, por causa do mal que eu hei de trazer sobre ela; e os seus moradores sucumbirão. Até aqui as palavras de Jeremias.

-          - – - – - – - – - – -

Apocalipse 18:22-24

22  E voz de harpistas, de músicos, de tocadores de flautas e de clarins jamais em ti se ouvirá, nem artífice algum de qualquer arte jamais em ti se achará, e nunca jamais em ti se ouvirá o ruído de pedra de moinho.

23  Também jamais em ti brilhará luz de candeia; nem voz de noivo ou de noiva jamais em ti se ouvirá, pois os teus mercadores foram os grandes da terra, porque todas as nações foram seduzidas pela tua feitiçaria.

24  E nela se achou sangue de profetas, de santos e de todos os que foram mortos sobre a terra.

 

As governantes das nações, os comerciantes do mundo, os homens que velejaram os mares, todos aqueles que estavam a uma distância segura e assistiram esta Grande Cidade da Babilônia queimar. Estão agora desolados e impotentes; todo o seu poder político, comercial e industrial se acabou. Os grandes homens da terra são derrubados, homens que foram enganados pela grandeza dela e ficaram a ela e viciados a ela pelo que ela lhes oferecia: riqueza e poder. Não mais será a música ouvida nos seus salões, teatros e casas, não mais será encontrado qualquer artesão para fazer qualquer trabalho, o som da indústria cessou para sempre, as alegres risadas e vozes das noivas e noivos não mais serão ouvidas, toda a vida dela foi tirada. Todas as visões e sons desta que, uma vez, foi uma vibrante cidade, cessaram para nunca serem ouvidas novamente. Este grande julgamento foi provocado por causa da perseguição que ela investiu contra os Santos e contra os Profetas e por causa do sangue deles, o qual fluiu nas ruas dela. Este julgamento não foi para uma cidade apenas, mas para todo o Sistema Único Mundial que era responsável por todos aqueles que foram mortos por causa de sua fidelidade a seu Deus. O Deus Todo-poderoso toma como pessoal a morte e a perseguição dos Seus Santos, o que é feito ao menor deles, é feito a Ele, e Ele respondeu na Sua ira.

 

Salmo 116:15

Preciosa é aos olhos do SENHOR a morte dos seus santos.

 

Este capítulo começou com uma declaração solene, ‘Deus se lembrou das iniqüidades dela (sua injustiça, sua maldade),’ Então João começa a descrever o trágico destino da Grande Cidade da Babilônia. O caminho do acordo que ela trilhou e o pecado que a princípio parecia tão vasto e convidativo às multidões que venderam suas almas para sua riqueza e poder, conduziram afinal à sua queda e destruição.

 

Romanos 12:19

porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor.

 

clip_image006

 

 

CAPÍTULO 19

 

Apocalipse 19:1-2

1  Depois destas coisas, ouvi no céu uma como grande voz de numerosa multidão, dizendo: Aleluia! A salvação, e a glória, e o poder são do nosso Deus,

2  porquanto verdadeiros e justos são os seus juízos, pois julgou a grande meretriz que corrompia a terra com a sua prostituição e das mãos dela vingou o sangue dos seus servos.

 

Em resposta à chamada no capítulo 18:20, para os Santos, Apóstolos e Profetas se regozijarem acerca da misericórdia e justiça de Deus na destruição da Cidade da Babilônia, João ouve um poderoso brado de ‘Alleluia’ (Louvai o Senhor) vindo de uma grande multidão daqueles que habitam no Céu á medida que eles se unem a um poderoso coro de louvor ao Deus Todo-poderoso. Isto é feito por repetidas vezes à medida que eles dão a Deus a glória, a honra, o poder e o louvor que a Ele são devidos e por Ele ter-lhes vingado o sangue, o sangue daqueles que foram martirizados pela Grande Meretriz. É interessante notar que, no capítulo 18, os amigos da Babilônia lamentaram a destruição dela, e aqui nós vemos o povo de Deus se alegrando em relação a isto.

 

Apocalipse 19:3-4

3  Segunda vez disseram: Aleluia! E a sua fumaça sobe pelos séculos dos séculos.

4  Os vinte e quatro anciãos e os quatro seres viventes prostraram-se e adoraram a Deus, que se acha sentado no trono, dizendo: Amém! Aleluia!

 

 

clip_image007

 

Aqui João vê os vinte e quatro Anciões, as quatro seres (Querubins) bradando “Aleluia” à medida que eles se juntam ao louvor e adoração por aquilo que Deus fez, especialmente por dispensar Seu verdadeiro e justo juízo. Eles estão respondendo com profunda gratidão pela libertação do Seu povo das mãos de Satanás e de seu Anticristo.

 

Apocalipse 19:5

Saiu uma voz do trono, exclamando: Dai louvores ao nosso Deus, todos os seus servos, os que o temeis, os pequenos e os grandes.

 

Aqui outra voz vem da sala de Trono, este deve ser um Anjo porque ele está dizendo a todo o povo de Deus, grandes e pequenos, que eles devem: ‘Dar louvores ao nosso Deus’. Que grande contraste, nós vamos da destruição de um Sistema Mundial e o luto de seus habitantes, para os portais do Céu onde as multidões estão se prostrando e estão adorando ao Deus Criador.

 

Apocalipse 19:6-9

6  Então, ouvi uma como voz de numerosa multidão, como de muitas águas e como de fortes trovões, dizendo: Aleluia! Pois reina o Senhor, nosso Deus, o Todo-Poderoso.

7  Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou,

8  pois lhe foi dado vestir-se de linho finíssimo, resplandecente e puro. Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos.

9  Então, me falou o anjo: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E acrescentou: São estas as verdadeiras palavras de Deus.

 

clip_image008

 

A soberania de Deus produz o louvor de uma grande multidão que soava como voz de muitas águas e de fortes trovões, e esta poderosa voz traz reconhecimento ao Onipotente, Todo-poderoso reino de Deus. A nós é dito para nos alegramos e exultarmos, pois são chegadas as Bodas do Cordeiro. Tanto o Velho quanto o Novo Testamento apresentam a instituição do matrimônio como um símbolo para descrever a relação entre Deus e Seu povo, como uma analogia da intimidade daquela relação entre ambos. Aqui nos é dito que a esposa (Sua Igreja) se preparou, e o Noivo (Jesus) está prestes a chegar, e as bodas do Cordeiro (Jesus) estão prestes a acontecer, um evento pelo qual Sua Igreja almejou pacientemente e causará a consumação do plano do Pai desde o princípio dos tempos.

Assim, a Igreja, que está casada com Jesus pela fé, agora espera sua vinda quando Ele, o Noivo Celestial, virá para Sua Noiva e a levará ao Céu para o banquete das bodas, quais jamais foram vistas anteriormente. A João é dito pelo Anjo que escreva, Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. Em Mateus 26 nós lemos onde o Próprio Jesus veementemente antecipou o dia quando Ele beberia mais uma vez do fruto da vide com Seus discípulos no Seu Reino. O Anjo termina dizendo, São estas as verdadeiras palavras de Deus”, uma garantia para todos nós de que isto sucederá, de fato acontecerá.

 

Mateus 26:29

E digo-vos que, desta hora em diante, não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber, novo, convosco no reino de meu Pai.

 

- – - – - – - – - –

 

Apocalipse 19:10

Prostrei-me ante os seus pés para adorá-lo. Ele, porém, me disse: Vê, não faças isso; sou conservo teu e dos teus irmãos que mantêm o testemunho de Jesus; adora a Deus. Pois o testemunho de Jesus é o espírito da profecia. (o fôlego vital e a inspiração de toda a profecia e interpretação inspiradas da Vontade e Propósito Divinos).”

 

clip_image010

 

Vitória com alegria inexprimível, João cai aos pés do Anjo e por ele é dito que não o faça, pois embora houvesse uma grande diferença entre João (um humano) e o Anjo, ambos eram co-servos do mesmo Senhor juntamente com aqueles que preservam o testemunho de Jesus. A Bíblia nos ensina que nenhum ser criado será adorado e que todo o louvor e adoração pertencem ao Pai e ao Filho. Qualquer ensino que leve nossas mentes e corações para longe de Jesus não está sendo ensinado corretamente e está no erro.

 

Hebreus 1:6

E, novamente, ao introduzir o Primogênito no mundo, diz: E todos os anjos de Deus o adorem.

- – - – - – - – - – -

Apocalipse 19:11

Vi o céu aberto, e eis um cavalo branco. O seu cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro e julga e peleja com justiça.

 

Este capítulo começa a seção final de Apocalipse e se move rapidamente de uma cena a outra e descreverá outras sete cenas de julgamentos, cada qual começando da seguinte maneira, “vi”. Aqui João vê o Céu aberto e diante dele um cavaleiro que está num cavalo branco semelhante ao que ele viu no capítulo 6:2, quando ele viu o Anticristo vindo dominar sobre um cavalo branco, mas não há dúvida alguma sobre quem é o cavaleiro neste cavalo. Este cavaleiro é chamado Fiel e é Verdadeiro, e em retidão Ele julga as nações e faz guerra na terra. É Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que agora está se preparando para tomar de volta o que Satanás roubou. Ele voltará a terra para ‘julgar e fazer guerra’, para destruir aqueles que abertamente se rebelaram contra Deus e Sua lei de amor. Ainda, até mesmo quando Ele destruir as fortalezas de Satanás, Ele o fará em retidão, com o amor sendo Seu único motivo e, enquanto o maligno tenta se esconder de Sua presença, seus Santos (nós, o Seu povo) que temos aguardado por este momento, estamos montados com Ele com exultante alegria.

 

Apocalipse 19:12-13

12  Os seus olhos eram como chamas de fogo, e ele tinha muitas coroas na cabeça. Havia escrito nele um nome que ninguém conhece, a não ser ele mesmo.

13  A sua capa estava encharcada de sangue. Ele se chama “A Palavra de Deus”.

 

 

clip_image012

 

Mais uma vez João está descrevendo o Filho de Deus como ele o fez no capítulo um. Na última vez que as pessoas na terra viram Jesus, Ele estava usando uma coroa de espinhos e estava aguardando uma cruz cruel; não mais! Agora, Ele é visto cavalgando para a vitória montado num lindo cavalo branco e na Sua cabeça estão muitas coroas, coroas de realeza e autoridade, porque Ele é o único Rei dos reis e Senhor dos senhores. Seus olhos são como chama de fogo, Sua capa encharcada de sangue, é muito discutido sobre se este é o Seu próprio sangue ou o sangue de Seus inimigos, qualquer um dos dois é possível, todavia, o importante aqui é este quadro descrevendo o Senhor Vitorioso a frente de Seu exército, o povo de Deus. Seu nome é chamado: ‘A Palavra de Deus’, esta é a espada de dois gumes da qual lemos anteriormente e que é descrita saindo de Sua boca, um modo muito dramático para referir-se ao poder de Sua Palavra.

Neste capítulo o Cristo é identificado por três nomes diferentes, cada qual simboliza um aspecto diferente de Seu caráter.

 

O primeiro; ‘Fiel e Verdadeiro’, isto tem a ver com Sua natureza divina, a qual nunca muda.

 

O segundo; ‘A Palavra de Deus’, eterna, infalível, poderosa e a expressão perfeita dos pensamentos de Deus.

 

O terceiro; ‘Rei dos Reis e Senhor dos Senhores’, explicitamente, com precisão, apresentando-O claramente como pleno Deus, digno de toda a adoração e louvor.

 

 

Apocalipse 19:14

e seguiam-no os exércitos que há no céu, montando cavalos brancos, com vestiduras de linho finíssimo, branco e puro.

 

clip_image014

 

Mais uma vez, este exército é composto de Seu povo fiel, de todas as idades, e as roupas que eles estão usando, são finíssimas e brancas, simbolizando justiça, mas não conquistada por eles, justiça que lhes foi imputado, dada a eles por causa da morte de Cristo em favor deles.

 

Apocalipse 19:15-16

15  Sai da sua boca uma espada afiada, para com ela ferir as nações; e ele mesmo as regerá com cetro de ferro e, pessoalmente, pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso.

16  Tem no seu manto e na sua coxa um nome inscrito: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES.

 

Jesus Cristo vence as forças do mal pelo poder de Sua Palavra, simbolizada como uma espada que sai de Sua boca e pela qual Ele golpeará as nações do mundo. Ele está vindo para reger as nações com vara de ferro, um cetro de autoridade, dado a Ele por Seu Pai Celestial. Ele também dispensará a fúria da ira de Deus quando Ele pisar o lagar do vinho furor da ira de Deus. No Seu manto está escrito Seu título real, ‘Rei dos Reis e Senhor dos Senhores’.

 

Salmo 2:8-9

8  Pede-me, e eu te darei as nações por herança e as extremidades da terra por tua possessão.

9  Com vara de ferro as regerás e as despedaçarás como um vaso de oleiro.

 

Hebreus 4:12

Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração.

———————————-

Apocalipse 2:16

Portanto, arrepende-te; e, se não, venho a ti sem demora e contra eles pelejarei com a espada da minha boca.

 

Apocalipse 19:17-18

17  Então, vi um anjo posto em pé no sol, e clamou com grande voz, falando a todas as aves que voam pelo meio do céu: Vinde, reuni-vos para a grande ceia de Deus,

18  para que comais carnes de reis, carnes de comandantes, carnes de poderosos, carnes de cavalos e seus cavaleiros, carnes de todos, quer livres, quer escravos, tanto pequenos como grandes.

 

Aqui João vê um Anjo que ordena que todas as aves de rapina que voam pelo meio do céu venham para a ‘Grande Ceia de Deus’, para um banquete qual jamais eles conheceram anteriormente. Há quatro diferentes ceias mencionadas na Bíblia -1) A Ceia de Salvação (Lc 14:15-24 – 2) a Ceia do Senhor (Mt 26:26-29; Lc 22:14-23; 1Cr 11:23-26) – 3) A Ceia das Bodas do Cordeiro (Ap. 19:9) – 4) a Grande Ceia de Deus. (Ap. 19:17). É importante observar que se você não estiver presente na primeira ceia, você certamente estará presente na quarta ceia. Na primeira ceia você jantará com o próprio Deus, mas na quarta ceia você será o que é comido pelas aves de rapina. O Anjo anuncia que toda a humanidade que ainda estiver viva neste momento estará lá na quarta ceia, a Grande Ceia de Deus, Reis, Capitães, homens poderosos, cavalos e cavaleiros, e todos os homens, livres ou escravos, pequenos e grandes. A humanidade tem caminhado em ódio, cheios de inimizade para com Deus, vivendo tão somente para satisfazer a carne, mas agora a paciência de Deus terminou e a carne colherá sua recompensa. Todos aqueles que recusaram o afável convite de Deus para cear com Ele no Céu estarão entre aqueles devorados pelos comedores de carniça quando Jesus voltar.

 

Gálatas 6:7

Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.

- – - – - – - – - –

Apocalipse 19:19

E vi a besta e os reis da terra, com os seus exércitos, congregados para pelejarem contra aquele que estava montado no cavalo e contra o seu exército.

 

Esta terceira cena de julgamento figura por completo o anfitrião satânico, Satanás, o Anticristo, o falso Profeta e os Reis (governantes) de todas as nações com seus exércitos se reunindo para fazer guerra contra Aquele que está montado no cavalo branco (Jesus) e contra o exército (Seus santos) que está com Ele. O homem com sua falta de entendimento e em sua tolice devido ao seu para com Deus vai fazer guerra com Deus numa fútil, irracional tentativa de derrotá-Lo, uma ação que só pode terminar em absolutas derrota e desastre.

 

Apocalipse 19:20-21

20  Mas a besta foi aprisionada, e com ela o falso profeta que, com os sinais feitos diante dela, seduziu aqueles que receberam a marca da besta e eram os adoradores da sua imagem. Os dois foram lançados vivos dentro do lago de fogo que arde com enxofre.

21  Os restantes foram mortos com a espada que saía da boca daquele que estava montado no cavalo. E todas as aves se fartaram das suas carnes.

 

 

clip_image016

 

João não disse nada sobre uma batalha porque parece ser um assunto completamente unilateral por meio do qual o julgamento de Deus é pronunciado contra a Besta (o Anticristo) e o Falso Profeta que por seus milagres satânicos enganou a todos aqueles que receberam a Marca da Besta (666) e adoraram sua imagem. Deus lida diretamente com esses dois e os leva, e os lança vivos no Lago de Fogo. Isto é chamado de Segunda Morte, um lugar muito literal e real que esteve reservado para Satanás e seus seguidores. Aqueles remanescentes foram mortos pelo cavaleiro que sentava no cavalo branco (Jesus) e as aves (aves de rapina) do céu se fartaram das suas carnes, esta é a Grande Ceia de Deus mencionada nos versos 17 e 18.

Este é o último passo no declínio do Anticristo, quando ele, reagindo aos julgamentos sobrenaturais que provocaram o colapso do seu Governo Único Mundial, ele chama todos os governantes das nações e seus exércitos para empreender uma fútil guerra contra o próprio Cristo. Em vez de travar uma guerra, ele e o Falso Profeta são capturados por Jesus e lançados no Lago de Fogo, e o restante de seu exército é destruído.

 

 

CAPÍTULO 20

 

Apocalipse 20:1-3

1  Então, vi descer do céu um anjo; tinha na mão a chave do abismo e uma grande corrente.

2  Ele segurou o dragão, a antiga serpente, que é o diabo, Satanás, e o prendeu por mil anos;

3  lançou-o no abismo, fechou-o e pôs selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações até se completarem os mil anos. Depois disto, é necessário que ele seja solto pouco tempo.

 

 

clip_image018.

 

Agora, João vê um Anjo descendo do Céu, e ele tem a chave do abismo e uma grande corrente. É interessante notar que Satanás, o Dragão, a Antiga Serpente está detido por um Anjo cujo nome não é mencionado, não é Deus, nem Jesus, mas um Anjo “sem nome”. Este deve ter sido um golpe no arrogante orgulho de Satanás, o fato de Deus não considerar que ele [Satanás] fosse importante o bastante para que o próprio Deus viesse e fizesse isso pessoalmente. Isto é o mesmo que declarar para o mundo que Satanás, o Diabo, não é o igual a Deus e pode ser controlado por qualquer dos Anjos ministradores de Deus.

Satanás é preso, é acorrentado e lançado abismo, e lá fica preso por 1000 anos. Este tempo todo não é a sentença permanente ou castigo de Satanás, mas um tempo de restrição de forma que ele não mais possa enganar ou influenciar as nações até que os 1000 anos sejam completados. Se ele não pode ter nenhuma influência na terra durante 1000 anos, então, significa que suas hordas demoníacas também são presas com ele. Esta vitória sobre Satanás e seus demônios é causada por Deus e esforço humano algum desempenha qualquer papel nessa ação. Ao término dos 1000 anos, ele será liberto por pouco tempo para quando Deus, finalmente, dará um fim à sua vida de obras malignas e tentativas em frustrar os planos de Deus para a humanidade.

 

Apocalipse 20:4

Vi também tronos, e nestes sentaram-se aqueles aos quais foi dada autoridade de julgar. Vi ainda as almas dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a besta, nem tampouco a sua imagem, e não receberam a marca na fronte e na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos.

 

João viu aqueles que estavam sentados no trono e a quem foi dado o poder para reinar e julgar a terra, estes talvez sejam os vinte e quatro Anciãos mencionados em Apocalipse 4:4. Junto com estes ele viu as almas daqueles que foram martirizadas durante a Tribulação por não aceitar a Marca da Besta e por adorá-la. Percebe-se aqui que o método de execução usado foi decapitação, de qualquer forma eles foram mortos por sua fé. Estes são ressuscitados para se unir aos Santos que com Cristo governarão e reinar sobre terra durante 1000 anos, esta é uma justificação especial para eles porque Deus manteve Sua promessa de que os vingaria pelo sofrimento que eles suportaram debaixo do reinado do Anticristo. O Milênio, 1000 anos de alegria, paz e bênçãos de Deus, sob o reinado terrestre de Jesus Cristo, e todos viverão em estrita obediência a Ele. É durante o reinado Milenial que a maldição sobre a terra é retirada e estas mudanças interessantes no reino animal acontecem: Toda criação é transformada, os animais selvagens viverão em harmonia com todos os outros, não haverá nenhuma necessidade e a paz reinará. Durante este tempo Israel é reunida e renovada em Cristo e assumirá um papel de liderança no mundo.

 

Isaiah 11:5-9

5  A justiça será o cinto dos seus lombos, e a fidelidade, o cinto dos seus rins.

6  O lobo habitará com o cordeiro, e o leopardo se deitará junto ao cabrito; o bezerro, o leão novo e o animal cevado andarão juntos, e um pequenino os guiará.

7  A vaca e a ursa pastarão juntas, e as suas crias juntas se deitarão; o leão comerá palha como o boi.

8  A criança de peito brincará sobre a toca da áspide, e o já desmamado meterá a mão na cova do basilisco.

9  Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte, porque a terra se encherá do conhecimento do SENHOR, como as águas cobrem o mar.

- – - – - – - – - – -

Apocalipse 20:5-6

5  Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição.

6  Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre esses a segunda morte não tem autoridade; pelo contrário, serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele os mil anos.

 

A primeira ressurreição, outro assunto que é muito debatido. Indica que há mais de uma ressurreição, e há, pois Jesus descreve duas ressurreições no Livro de João. A primeira ressurreição envolve aqueles que morreram em Cristo, a Igreja Arrebatada e os Santos da Tribulação. Este não é um evento singular como garantem alguns, por meio do qual aqueles que morreram antes da Tribulação e aqueles que morreram durante a tribulação são ressuscitados juntos ao término da Tribulação. A primeira ressurreição é de fato uma ordem de ressurreição como nós já explicamos e inclui todos os justos que morreram em Cristo e são ressuscitados dos mortos antes que comecem os 1000 anos do milênio. A segunda ressurreição será para os não-salvos que serão ressuscitados para serem julgados perante o Grande Julgamento do Trono Branco.

 

João 5:28-29

28  Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que se acham nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão:

29  os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo.

 

 

Apocalipse 20:11-12

11  Vi um grande trono branco e aquele que nele se assenta, de cuja presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles.

12  Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros.

 

clip_image020-

 

Apocalipse 20:7-10

7  Quando, porém, se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão

8  e sairá a seduzir as nações que há nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-las para a peleja. O número dessas é como a areia do mar.

9  Marcharam, então, pela superfície da terra e sitiaram o acampamento dos santos e a cidade querida; desceu, porém, fogo do céu e os consumiu.

10  O diabo, o sedutor deles, foi lançado para dentro do lago de fogo e enxofre, onde já se encontram não só a besta como também o falso profeta; e serão atormentados de dia e de noite, pelos séculos dos séculos.

 

 

Este é o início da batalha final quando Satanás for solto de sua prisão e, mais uma vez, começa a enganar as nações, e tem êxito fazendo em sua missão. Ele vai aos quatro quartos da terra, Norte, Sul, Leste e Oeste e reúne pessoas para lutar na última grande batalha. Se o mundo desfrutou de 1000 anos de paz debaixo do reinado de Cristo, por que eles vão se rebelar mais uma vez contra Ele e vão seguir a Satanás, e, por fim, serem destruídos? É como se as multidões (como a areia do mar) tivessem se conformado ao reinado de Cristo por obrigação, mas intimamente eles ainda são maus e não tiveram aquela experiência pessoal do nascer de novo. Eles viviam em um ambiente perfeito, livre de todas as doenças, com bastante de tudo que eles quisessem ou precisassem para que se sentissem confortáveis e desfrutassem da vida, mas, ainda assim, a velha natureza, a natureza carnal ainda reside no coração de homem.

Satanás e seus seguidores cobrem o comprimento e largura da terra. Eles cercam os Santos de Deus, até mesmo a Cidade Santa e amada de Deus, Jerusalém. Deus lida imediatamente com isso e a batalha termina antes mesmo de começar, pois Deus envia fogo do Céu e os destrói a todos. Deus lida com Satanás pela última vez e o lança no Lago de Fogo, esta é a segunda morte (20:14). Esta última sentença anula qualquer argumento para a condenação eterna do perdido, como se não fosse real ou eterna, pois assim diz, serão atormentados de dia e de noite, pelos séculos dos séculos’.

 

Apocalipse 20:11

Vi um grande trono branco e aquele que nele se assenta, de cuja presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles.

 

O Grande Julgamento do Trono Branco é um lugar onde os perdidos de todas as idades serão chamados para ouvir o destino deles pronunciado pessoalmente pela boca do “Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo”. Ap. 13:8. Aquele que se assenta no trono é o Filho de Deus, Jesus Cristo, representando a plenitude do Deus Triuno. Os povos da terra tentarão fugir dEle mas não haverá lugar algum para se esconder, não haverá nenhuma escapatória do julgamento que vai ser pronunciado sobre eles.

 

João 5:22-23

E o Pai a ninguém julga, mas ao Filho confiou todo julgamento,

 

Para os filhos de Deus haverá o ‘Julgamento do Tribunal de Cristo’, onde eles terão julgadas suas obras, não sua Salvação, e receberão seus galardões.

 

2 Coríntios 5:10

Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.

 

Apocalipse 20:12-13

12  Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros.

13  Deu o mar os mortos que nele estavam. A morte e o além entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, um por um, segundo as suas obras.

 

Há um Livro da Vida, o Livro da Vida que pertence ao Cordeiro, e só aqueles cujos  nomes nele estão escritos entrarão adentrarão os portões dos Céus. Há outros livros e, a partir destes livros, serão julgados os não-salvos de todos os tempos, o julgamento da condenação. Suas obras os condenarão porque elas são a evidência irrefutável, registrada nesses outros livros dos seus atos rebeldes e da falta de qualquer desejo para ter um relacionamento com Deus. Quando eles estiverem diante do Senhor não será uma julgamento para ver se eles eram culpados ou não, eles são vistos parados diante dEle indicando que eles estão prestes a ser condenados, os fatos já estão em evidência e eles estão lá para ouvir sua sentença pronunciada. O mar entregou os corpos dos mortos não-sepultados, assim como a sepultura os seus mortos, indicando que todo o mundo está incluído no julgamento final e que a morte física não é o fim da vida.

 

Apocalipse 20:14-15

14  Então, a morte e o inferno foram lançados para dentro do lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo.

15  E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo.

 

O Lago de Fogo é um lugar eterno de condenação e separação de Deus. Onde a alma nunca morrerá e o perdido se lembrará inúmeras vezes por que ele está lá. POR QUE? Porque eles escolheram recusar e rejeitar a oferta de Deus da Grace e Misericórdia apresentada a eles em uma cruz onde o Seu Filho Unigênito sangrou e morreu para que eles pudessem se livrar das correntes do pecado. Não haverá engano de nenhuma identidade, pois o Livro será aberto e o nome de todo aquele que não foi achado escrito nele sofrerá a segunda morte sendo lançado no Lago de Fogo. Não é Deus que envia as pessoas para este lugar terrível, eles se condenam a este lugar escolhendo rejeitar e não acreditar no Seu Filho, Jesus Cristo.

 

João 3:16-18

16  Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

17  Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.

18  Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

 

 

clip_image022

 

Ezequiel 33:11

Dize-lhes: Tão certo como eu vivo, diz o SENHOR Deus, não tenho prazer na morte do perverso, mas em que o perverso se converta do seu caminho e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois por que haveis de morrer, ó casa de Israel?

 

 

 

 

CAPÍTULO 21

 

Apocalipse 21:1

Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.

 

clip_image023

 

João viu um novo Céu e uma nova Terra, este assunto tem sido debatido por estudantes da Bíblia durante anos. Será que Deus vai eliminar completamente o antigo céu e a antiga terra e vai construir um novo mundo a partir do nada como Ele fez no princípio, ou Ele apenas renovará por completo os antigos céu e terra transformando-os em novos? Eu sou inclinado a acreditar fortemente que Ele vai, de acordo com o que nós lemos, fazer o que o primeiro cenário descreve, ‘fazer o novo do nada’. A palavra grega que é usada em Gênesis 1:1 para descrever criação é, ‘ex nihilo’ a qual significa ‘Do Nada’. Haverá uma completa transformação física e a ausência do mar nos indica um novo estado eterno, pois o mar, freqüentemente, é mencionado ao longo da história mundial até o Milênio, e aqui já não existe. O mar representa separação, separa nações e povos uns dos outros. Para João, um prisioneiro na Ilha de Patmos, o mar que o cerca era como a parede de uma prisão enclausurando-o do contato com tudo e todos. Não mais haverá tal barreira no mundo porvir, na nova terra não haverá nenhuma divisão, nenhuma discussão, nenhuma intempérie da vida como o mar o traria. O mar é sempre é variável, inseguro, trazendo bonança e temporal, nunca o mesmo, não será assim na Nova Terra de Deus.

 

Isaías 65:17-18

17  Pois eis que eu crio novos céus e nova terra; e não haverá lembrança das coisas passadas,

jamais haverá memória delas.

18  Mas vós folgareis e exultareis perpetuamente no que eu crio; porque eis que crio para Jerusalém alegria e para o seu povo, regozijo.

 

2 Pedro 3:10-13

10  Virá, entretanto, como ladrão, o Dia do Senhor, no qual os céus passarão com estrepitoso estrondo, e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas.

11  Visto que todas essas coisas hão de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade,

12  esperando e apressando a vinda do Dia de Deus, por causa do qual os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão.

13  Nós, porém, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita justiça.

 

- – - – - – - – - – -

Apocalipse 21:2

Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo.

 

“Eis que eu crio Jerusalém como um lugar de regozijo.” João vê a Nova Jerusalém, descendo do Céu, uma cidade de Esperança e Alegria para seu povo. É a cidade Santa de Deus, o lugar de Sua habitação, a realidade da Sua presença e é criada formosamente, tão formosa, de forma que está além da descrição.

 

 

clip_image025

NOVA JERUSALÉM

 

 

 

 

 

Apocalipse 21:3-4

3  Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles.

4  E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.

 

“O Tabernáculo de Deus está com os homens,” este Tabernáculo é um símbolo da presença de Deus entre o Seu povo. O desejo dele é viver entre o Seu povo e ser o Seu Deus, e esta será uma realidade na Cidade Nova Jerusalém. A cidade será um lugar especial por causa do que não está lá; não mais existe a morte, não mais tristeza, não mais pranto, pois Deus enxugará dos olhos toda lágrima e não mais haverá dor ou sofrimento. Nós poderíamos dizer que a ênfase aqui está no conforto que Deus está provendo para os Seus santos, pois todas as coisas anteriores passaram para sempre. O homem jamais conheceu um lugar onde ele pudesse viver livre do pecado, mas isso mudou, pois aqui na Jerusalém Nova nós temos uma cidade muito singular. Esta é uma cidade totalmente livre do pecado, é pura, é uma comunidade de retidão, e uma cidade assim só poderia vir de Deus.

 

Apocalipse 21:5

E aquele que está assentado no trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras.

 

Nós sabemos que Deus criou a Terra originalmente para ser a casa para toda Sua criação humana, Ele criou um lugar belo e perfeito para a habitação de Seus filhos. Porém, o pecado entrou em cena e o transformou em um lugar de rebelião e alienação para com Ele. Desde então Deus tem trabalhado ao longo da história da humanidade para provocar uma reversão total das terríveis conseqüências causadas pelo pecado. Aqui Ele nos fala que Ele vai fazer novas todas as coisas e se Ele vai eliminar completamente o antigo ou renová-lo para formar o novo, isto nós sabemos, Ele vai fazer novas todas as coisas. Esta será a consumação da obra de Deus para a renovação de todas as coisas e a redenção do homem. Estas palavras são proferidas diretamente por Deus, do Seu trono, e elas são Verdadeiras e Fiéis, e João é lembrado para escrevê-las.

 

Isaías 55:10-11

10  Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come,

11  assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei.

 

- – - – - – - – - – -

Apocalipse 21:6-7

6  Disse-me ainda: Tudo está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Eu, a quem tem sede, darei de graça da fonte da água da vida.

7  O vencedor herdará estas coisas, e eu lhe serei Deus, e ele me será filho.

 

 

A nós foi e ainda é apresentado os dois lados de Deus, nosso Pai Celestial. O lado que aqui lemos a respeito é o de um Deus Soberano que é um Pai gentil e amoroso que prefere ser gracioso, misericordioso, perdoando a todos aqueles que vieram a Ele em fé. A John é dito que aqueles que venceram herdarão tudo aquilo que Deus já preparou para aqueles que O amam, e que Ele será o Pai Celestial deles e os chamará de Seus filhos, e eles desfrutarão de um relacionamento muito especial com Ele, um que só é conhecido pelos redimidos.

 

Apocalipse 21:8

Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte.

 

O que nós anteriormente lemos está em contraste agudo com o que nós lemos aqui, que é o julgamento de Deus sobre todos aqueles que se opõem a Ele. Estes são os covardemente descrentes, rebeldes que praticam todos os tipos de males e têm prazer no seu pecado. Agora nós vemos o Deus Soberano do universo se movendo em Sua furiosa ira como o poderoso Destruidor que pronuncia a sentença da separação eterna dEle sobre todos aqueles que a Ele se opõem. Entre as bênçãos do Céu é dado este lembrete dos horrores do Inferno, o fim do qual é a condenação eterna no Lago de Fogo, que é a Segunda Morte.

 

Apocalipse 21:9-10

9  Então, veio um dos sete anjos que têm as sete taças cheias dos últimos sete flagelos e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro;

10  e me transportou, em espírito, até a uma grande e elevada montanha e me mostrou a santa cidade, Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus,

 

 

A Cidade Santa, a Cidade de Deus que possui a glória de Deus e sua beleza e perfeição desafia as descrições do homem. É interessante notar que é um Anjo, um dentre aqueles que tinham os sete últimos flagelos da Taça, que veio mostrar a João a Cidade Eterna, a Nova Jerusalém que é associada com a Noiva do Cordeiro. A Verdadeira Igreja, os crentes Lavados no Sangue são representados como a Noiva de Cristo. É esta uma cidade literal ou apenas um símbolo da Igreja que é a Noiva de Cristo? João teve o privilégio de ver esta nova criação feita perfeita por Deus e projetada para funcionar como Ele pretendia originalmente para o mundo que Ele nos deu para trabalhar. É uma cidade literal onde o Deus Todo-poderoso será descoberto completamente ao Seu povo em todo o Seu Brilho Santo e glória, e seu local será na Nova Terra.

 

Apocalipse 21:11-17

11  a qual tem a glória de Deus. O seu fulgor era semelhante a uma pedra preciosíssima, como pedra de jaspe cristalina.

12  Tinha grande e alta muralha, doze portas, e, junto às portas, doze anjos, e, sobre elas, nomes inscritos, que são os nomes das doze tribos dos filhos de Israel.

13  Três portas se achavam a leste, três, ao norte, três, ao sul, e três, a oeste.

14  A muralha da cidade tinha doze fundamentos, e estavam sobre estes os doze nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.

15  Aquele que falava comigo tinha por medida uma vara de ouro para medir a cidade, as suas portas e a sua muralha.

16  A cidade é quadrangular, de comprimento e largura iguais. E mediu a cidade com a vara até doze mil estádios. O seu comprimento, largura e altura são iguais.

17  Mediu também a sua muralha, cento e quarenta e quatro côvados, medida de homem, isto é, de anjo.

 

 

Esta fabulosa cidade tem a Glória de Deus que é a expressão do que Deus é. Esta Glória representando Seu brilho radiante faz todas as outras fontes de luz tornarem-se totalmente escuras se comparadas a ela. A Cidade tem um grande muro ao seu redor que fará a grande muralha da China ficar ofuscada, mas este muro não é para defesa e nos mostra que alguns serão impedidos de entrar na cidade, e somente aqueles cujos nomes estão no Livro da Vida do Cordeiro podem nela entrar (v. 27). A beleza da cidade vai além da descrição e João a está descrevendo para nós usando coisas que a simbolizam, coisas que nós, seres humanos finitos, consideramos muito belas. Esta cidade é inacreditavelmente enorme, aproximadamente 2.415K de altura e, embora difícil de imaginar, tem 2.415K  de altura, e haverá lugar para todo o povo de Deus.

Haverá doze portões, vigiados por doze Anjos e os portões recebem o nome das doze tribos de Israel, e isso nos mostra que Deus não se esqueceu deles e de Sua aliança para com eles. Os grandes muros (aproximadamente 2.415K de altura e 86m de largura) terão doze fundamentos e postos dentro destes fundamentos estão os nomes dos doze Apóstolos, mostrando sua importância no plano global de Deus, pois a Igreja foi fundado sobre neles.

 

Efésios 2:19-20

19  Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus,

20  edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular;

- – - – - – - – - – -

Apocalipse 21:18-21

18  A estrutura da muralha é de jaspe; também a cidade é de ouro puro, semelhante a vidro límpido.

19  Os fundamentos da muralha da cidade estão adornados de toda espécie de pedras preciosas. O primeiro fundamento é de jaspe; o segundo, de safira; o terceiro, de calcedônia; o quarto, de esmeralda;

20  o quinto, de sardônio; o sexto, de sárdio; o sétimo, de crisólito; o oitavo, de berilo; o nono, de topázio; o décimo, de crisópraso; o undécimo, de jacinto; e o duodécimo, de ametista.

21  As doze portas são doze pérolas, e cada uma dessas portas, de uma só pérola. A praça da cidade é de ouro puro, como vidro transparente.

 

À medida que prosseguimos em nossa leitura, percebemos que a beleza desta cidade vai além da descrição humana, e João está usando coisas que, para nós, simbolizam o que ele está vendo e que, para nós, representam os mais elevados brilho e pureza. O que seria concreto em nossas cidades é puro ouro nesta Santíssima Cidade, os doze portões teriam sido muito grandes, feitos de pesados, não-atrativos madeira e metal, mas, nesta cidade, cada portão é uma pérola enorme, perfeita, bonita. Quando nós lemos sobre todas essas belas pedras preciosas e sobre as ruas de ouro, deveríamos considerar tudo isto como uma tradução literal, relacionando-se às realidades de outro mundo, dando-nos a impressão de beleza interminável e estonteante. Tudo isto que aqui reunimos simboliza os redimidos, tanto os da Nação de Israel quanto os da Igreja Verdadeira.

A Cidade é chamada de “A Noiva do Cordeiro”, pois no Testamento Velho Israel é chamado de ‘Esposa do Senhor (Ezequiel 16)’, e no Novo Testamento a Igreja é identificada como ‘A Noiva de Cristo (Efésios 5:24)’. Assim ‘A Nova Jerusalém’, o eterno lar dos crentes, é chamada de “A Noiva do Cordeiro”, e o maior tesouro desta cidade gloriosa não será as ruas de ouro e estruturas feitas das mais preciosas jóias e portões de pérolas, será o Habitante Principal, Jesus Cristo, o Filho de Deus.

    

Apocalipse 21:22-27

22  Nela, não vi santuário, porque o seu santuário é o Senhor, o Deus Todo-Poderoso, e o Cordeiro.

23  A cidade não precisa nem do sol, nem da lua, para lhe darem claridade, pois a glória de Deus a iluminou, e o Cordeiro é a sua lâmpada.

24  As nações andarão mediante a sua luz, e os reis da terra lhe trazem a sua glória.

25  As suas portas nunca jamais se fecharão de dia, porque, nela, não haverá noite.

26  E lhe trarão a glória e a honra das nações.

27  Nela, nunca jamais penetrará coisa alguma contaminada, nem o que pratica abominação e mentira, mas somente os inscritos no Livro da Vida do Cordeiro.

 

João diz algo aqui que, no princípio, soa estranho. Ele diz que não viu templo algum dentro

da cidade. Por toda a Bíblia, do Velho ao Novo Testamento sempre houve um Templo, nos dias antigos era uma tenda, um tabernáculo, depois uma estrutura, um edifício foi erigido para abrigar a Arca da Aliança, então, nós, o povo de Deus, nos tornamos Seu Templo, sempre houve um Templo. Aqui, na Nova Jerusalém, não haverá nenhuma necessidade de um Templo porque o próprio Deus e o Seu Cordeiro, Jesus, estarão lá pessoalmente e eles serão o Templo e, assim, o Templo estará em toda parte. Assim, o povo desta cidade não terá necessidade alguma de um lugar de adoração, pois o objeto de sua adoração, o Deus Todo-poderoso, e Seu Filho Jesus estarão lá pessoalmente.

Da mesma maneira, não haverá nenhuma necessidade da luz do sol ou da lua, uma vez que a cidade será iluminada pela própria presença de Deus e do Cordeiro que são a luz. Esta luz indubitavelmente permeará cada parte desta cidade e lá não haverá noite alguma. Seus portões nunca serão fechados, eles sempre estarão abertos a todos os redimidos e àqueles que foram salvos da Grande Tribulação. Precisamos nos lembrar que nem todos foram destruídos durante o tempo quando as nações vieram lutar contra Jerusalém e o próprio Deus. Esse é um dos mistérios que nós apenas podemos tentar entender. Diferentes comentaristas dizem que, além da Verdadeira Igreja, haverá nações reunidas por Reis que estarão habitando a nova terra, nações que foram salvas pela influência da Cidade Celestial. Isso é tirado do versículo 24 e também é esclarecido que somente aqueles que são leais ao Cordeiro e cujos nomes estão escritos no Seu Livro da Vida, poderão entrar na Cidade Santa. Nem um tipo de impureza, coisa vergonhosa ou enganosa será achado nela. Não haverá pecado algum ou tristeza; nenhuma palavra dura jamais será falada, nenhuma morte ou separação de entes queridos, não mais. O que nós lemos é a descrição mais completa que poderia ser dada acerca de nosso futuro lar, e foi dito que uma das melhores, mais válidas descrições do Céu é de que é um lugar “Onde Deus Está”.

 

 

 

João 14:1-3

1  Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.

2  Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar.

3  E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também.

 

 

clip_image027

 

Nós precisamos nos lembrar de que os santos de Deus não estarão flutuando por aí como algumas figuras fantasmagóricas, nós teremos nossos corpos imortais, mas nós teremos a aparência que nossos corpos físicos têm agora com uma grande melhora, nós seremos perfeitos. Nós vamos passar a eternidade habitando a nova terra e poderemos entrar livremente na Nova Jerusalém na própria presença de Deus, e poderemos olhar para Ele e não morrer. Deus e Seu Filho Jesus sempre viverão com os Santos redimidos. Nós vamos estar envolvidos nas coisas de Deus para todo o sempre, sempre haverá coisas para fazer e coisas para ver e nossa satisfação e alegria não conhecerão nenhum fim.

 

 

 

 

CAPÍTULO 22

 

Apocalipse 22:1-2

1  Então, me mostrou o rio da água da vida, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro.

2  No meio da sua praça, de uma e outra margem do rio, está a árvore da vida, que produz doze frutos, dando o seu fruto de mês em mês, e as folhas da árvore são para a cura dos povos.

 

 

clip_image029

 

A maior parte deste último capítulo é dedicada a descrições adicionais da Nova Jerusalém e o agradável estado futuro de todos os crentes que sempre estão na presença do seu Senhor. Aqueles que estiverem na cidade terão acesso ao rio que tem a Água da Vida, fluindo do próprio trono de Deus e do Cordeiro, clara como cristal, representando águas puras, absolutamente despoluídas. Nós precisamos levar em conta o fato de que o Cordeiro é sempre mencionado em um nível igual a Deus, os dois são um.

A Árvore da Vida também estará lá com seu fruto e suas folhas que serão para a promoção do prazer da vida na Cidade Santa, pois lá não há nenhuma doença a ser curada entre seus habitantes. A última vez que nós lemos sobre esta Árvore foi no Jardim do Éden quando Deus proibiu o consumo de seu fruto quando Adão e Eva caíram no pecado. Aqui nós agora vemos esta mesma Árvore, e o homem pode mais uma vez legitimamente desfrutar de suas bênçãos.

 

Gênesis 3:22

22  Então, disse o SENHOR Deus: Eis que o homem se tornou como um de nós, conhecedor do bem e do mal; assim, que não estenda a mão, e tome também da árvore da vida, e coma, e viva eternamente.

 - – - – - – - – - –

Apocalipse 22:3

Nunca mais haverá qualquer maldição. Nela, estará o trono de Deus e do Cordeiro. Os seus servos o servirão,

 

A maldição pronunciada por Deus sobre Adão e Eva no Jardim está agora eliminada para sempre. Desde a queda o homem e toda a criação viveram debaixo de maldição, mas agora o homem vai de boa vontade e prontamente servir o seu Senhor, pois será uma obra de amor, não de labuta e suor. Adoração e serviço estão intimamente relacionados e, da mesma maneira, poderia facilmente ser dito que Seus servos O adorarão. Aqui todo o serviço será feito e considerado uma bênção, pois é totalmente centrado em Deus.

 

Gênesis 3:17

E a Adão disse: Visto que atendeste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te ordenara não comesses, maldita é a terra por tua causa; em fadigas obterás dela o sustento durante os dias de tua vida.

 

 

clip_image031

O Adão e Eva banidos do Jardim do Éden.

 

 

Apocalipse 22:4-5

4  contemplarão a sua face, e na sua fronte está o nome dele.

5  Então, já não haverá noite, nem precisam eles de luz de candeia, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus brilhará sobre eles, e reinarão pelos séculos dos séculos.

 

Podemos realmente compreender o que estamos lendo? O Céu, a habitação de Deus, este é um lugar onde o povo de Deus terá uma relação literal, íntima, face a face com o próprio Deus e Seu Filho Jesus. Um privilégio buscado, mas nunca antes dado aos homens, o Apóstolo Paulo escreveu, Porque, agora, vemos como em espelho, obscuramente; então, veremos face a face. Mais uma vez nos é dito que não haverá nenhuma necessidade de provisão de luz artificial nesta Cidade Celestial, pois o Cordeiro é a Luz que ilumina todo o Céu e a Cidade Santa, e aqueles que lá vivem para sempre reinarão com Ele. Seu Nome estará nas testas de todos os Seus santos, identificando-os por todo o sempre como Sua propriedade. Se o Seu nome é realmente impresso nas cabeças de Seu povo, isso é algo a ser debatido, o importante aqui é o fato de que diz que nós somos dEle para sempre.

João nos está falando da perfeita redenção do Homem e da criação, da vida em um lugar onde o próprio trono de Deus reside e onde o Seu povo O verá face a face, onde Ele pessoalmente os identificará como Sua propriedade e para sempre com Ele viverá. Lembre-se de que o lugar onde Deus literalmente habita é o Céu; esta será a Nova Jerusalém na Nova Terra.

 

Apocalipse 22:6

Disse-me ainda: Estas palavras são fiéis e verdadeiras. O Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas, enviou seu anjo para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer.

 

 

O Anjo, mensageiro de Deus, declara a João que esta Revelação não só é verdadeira, mas também que é fiel porque vem do próprio Deus e vai acontecer.

 

Apocalipse 22:7

Eis que venho sem demora. Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.

 

 

Agora Jesus acrescenta Suas palavras ao que João ouve, “Eis que venho sem demora, rápido” Embora não tenha sido rápido, o senso de urgência no Seu comentário e Sua demora subseqüente nos deixa perceber que Ele quer que nós estejamos prontos, alertas a toda momento e que Ele não considera o tempo como nós o fazemos. Três vezes neste último capítulo, o capítulo final deste Livro, Jesus dá a promessa de Seu retorno (7, 12, 20) e Suas palavras são fiéis e verdadeiras. Jesus, pela segunda vez neste Livro pronuncia a Sua bênção sobre todos aqueles que guardam as palavras desta profecia (capítulo 1:3) e as aplicam às suas vidas.

 

2 Pedro 3:9-10

9  Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento.

10  Virá, entretanto, como ladrão, o Dia do Senhor, no qual os céus passarão com estrepitoso estrondo, e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas.

 - – - – - – - – - – -

Apocalipse 22:8-9

8  Eu, João, sou quem ouviu e viu estas coisas. E, quando as ouvi e vi, prostrei-me ante os pés do anjo que me mostrou essas coisas, para adorá-lo.

9  Então, ele me disse: Vê, não faças isso; eu sou conservo teu, dos teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a Deus.

 

 

Mais uma vez João está tão carregado de emoção ante a tudo que ele vê e ouve, que ele se esquece e cai aos pés do Anjo (capítulo 19:10) para adorá-lo. Mais uma vez ele é corrigido e lembrado de que ambos são apenas servos do Deus Vivo e que somente Deus é digno de louvor e adoração dos homens. Nós os eleitos de Deus não devemos, nunca, adorar qualquer ser sobrenatural, pois nenhum ser espiritual no Céu pode assumir o lugar de Deus, isto está em contraste com Jesus que pode receber e recebe o louvor e a adoração de homens e de Anjos.

 

Apocalipse 22:10-11

10  Disse-me ainda: Não seles as palavras da profecia deste livro, porque o tempo está próximo.

11  Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se.

 

“Porque o tempo do fim está próximo” é dito a João, pelo Anjo ou por Jesus, para que não sele o que ele viu e ouviu relativo às profecias deste Livro. A chamada para o arrependimento um dia vai cessar e, por conseguinte, todas as intenções humanas para mudar nunca se tornarão realidade. Porque a vinda de Jesus será súbita e sem aviso prévio, não haverá tempo algum para qualquer mudança de última hora ou arrependimento, naqueles dias as pessoas não se tornarão justas de repente, quem for santo continuará sendo santo e o ímpio continuará sendo ímpio. Se isso tiver de acontecer, tem que acontecer agora enquanto ainda há tempo. Parece que neste tempo a condição de gênero humano é fixa, o homem mau no seu próprio caminho e o justo no seu. Como disse o comentarista “Walvoord”, “Se as advertências deste Livro não forem suficientes, não há mais nada que Deus tenha a dizer”.

 

Apocalipse 22:12-13

12  E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras.

13  Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim.

 

 

clip_image032

 

 

Este é a segunda das três vezes neste capítulo em que Jesus adverte todo o mundo de que Sua vinda será em breve. Esta advertência é para o justo e para o ímpio, ambos precisam estar prontos para não perderem a surpreendente realidade de Sua vinda, pois ambos receberão dEle justa recompensa pelo que fizeram ao longo de suas vidas. Ele vai declarar quem Ele é, ‘O Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim’, para Ele reivindicar este título para Si mesmo é prova irrefutável que Ele é quem Ele diz que é. Este título sempre tinha sido, previamente, aplicado somente a Deus, porque Ele é ‘O Alfa e o Ômega’ mas aqui nós vemos que também é aplicado a Jesus. É isto um sacrilégio ou uma irreverência de Sua parte, não mesmo, pois a própria Bíblia declara:

 

Filipenses 2:5-6

5  Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,

6  pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus;

- – - – - – - – - – - – - – - – -

Apocalipse 22:14-15

14  Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas.

15  Fora ficam os cães, os feiticeiros, os impuros, os assassinos, os idólatras e todo aquele que ama e pratica a mentira.

 

Aqui nós ouvimos uma bem-aventurança sendo dada àqueles que lavaram suas vestiduras e também o direito à Árvore da Vida e permissão para entrar na Cidade Santa. Nós temos que nos lembrar de que obras não salvam ninguém, mas nossas obras são tão importantes de modo que Jesus disse,

 

João 14:15

Se me amais, guardareis os meus mandamentos.

 

Em contraste com a bem-aventurança daqueles que estão dentro da cidade, há uma referência àqueles que estão fora da cidade, os homens maus, moralmente impuros. O comentarista ‘Mounce’ diz,

“Este versículo não pretende ensinar que no estado eterno toda espécie de homens maus estará vivendo apenas fora da Cidade Celestial. Simplesmente descreve o futuro espelhado descritivamente no presente”.

 

Precisamos nos lembrar de que todos os que rejeitaram o Dom Perfeito de Deus que é a Salvação através de Seu Filho Jesus, não importa o quão bons ou maus eles foram, terão sido julgados e, para sempre, estarão separados da presença de Deus, tendo sido lançados no Lago de Fogo que é a ‘Segunda Morte’.

 

Apocalipse 22:16

Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas às igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a brilhante Estrela da manhã.

 

Aqui, Jesus, através de Seu Anjo está afirmando para as Igrejas, pela mais alta autoridade, Ele mesmo, que o que foi escrito é um dos escritos mais diretamente inspirados e cheios de autoridade que já foram dados, e que é para todos os crentes. A ‘Raiz e Geração de Davi’ é um título Messiânico dado a Jesus porque Ele é um descendente direto do Rei Davi.

 

Apocalipse 22:17

O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida.

 

A Igreja vive em expectativa para o breve retorno de Jesus, aqui o Espírito Santo se une à Igreja (a Noiva) em oração pedindo a Jesus: “Vem!”. Também é um convite àqueles que ouvem e àqueles que têm sede espiritual da Vinda para participarem livremente da Água da Vida.

 

Apocalipse 22:18-19

18  Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro;

19  e, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida e da Cidade Santa, que estão escritas neste livro.

 

A seriedade desta advertência indica que é Jesus quem está falando e está declarando a todos que ninguém deve acrescentar ou tirar qualquer das palavras desta profecia. Esta Revelação não será alterada, não será falsificada, ou distorcida de qualquer maneira, pois ela é uma extensão do próprio Deus. As conseqüências para quem fizer qualquer dessas coisas é a remoção do nome dessa(s) pessoa(s) do Livro da Vida e a condenação eterna e a separação de Deus.

 

Apocalipse 22:20-21

20  Aquele que dá testemunho destas coisas diz: Certamente, venho sem demora. Amém! Vem, Senhor Jesus!

21  A graça do Senhor Jesus seja com todos.

 

Pela terceira e última vez Jesus dá esta advertência e promete, “Certamente, venho sem demora”. Amém, verdadeiramente, certamente, eu estou vindo. O que nós temos que aprender disto é a lição da prontidão; estar a toda hora pronto, ficar sem entender isto é ficar sem entender uma das mensagens mais importantes dadas neste Livro. João, então, fecha com sua última declaração, seu sério desejo para a vinda Jesus, ‘Maranata’ ‘Vem, Senhor Jesus!’ que é Aquele que controla o destino de toda a raça humana. Este Livro no final da Bíblia termina com uma oração do fiel servo João, “A Graça do nosso Senhor Jesus seja com todos”. AMÉM!!

     

Eu preciso, neste momento, reconhecer e agradecer a todos aqueles que contribuíram com a minha capacidade de completar este estudo deste Livro tremendo, por seus escritos, pesquisa e perspicácia na Palavra de Deus. Os nomes são muitos, suas pesquisas e comentários me foram indispensáveis e vitais de forma que este trabalho pudesse ser apresentado como preciso e pudesse ser isento de erro, como é humanamente possível. Com a esperança de que será uma ajuda e encorajamento a todos os que venham a ler este estudo, juntamente com uma oração por qualquer um que possa lê-lo e que não conheça este Salvador maravilhoso, que possa encorajá-los para que O busquem e sejam salvos.

        

A qualquer um que possa ler este trabalho, eu dou-lhe minha permissão para usar qualquer parte ou o todo dele para a compreensão deste livro tão importante e direcionar o perdido a Cristo. As opiniões expressas por toda esta lição são minhas e elas são as opiniões de um filho falível de Deus. Eu creio que o Espírito Santo me guiou quando eu preparei este estudo para outros lerem. É a responsabilidade de todos os que leram aquilo que outros escreveram relativo à Infalível Palavra de Deus que confiram e tenham certeza de que o que eles leram é Bíblico e Verdadeiro.

 

Sinceramente em Cristo,

Joseph F. Pottle Senior

 

 

 

Apocalipse 22:18-20

18  Eu, a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, testifico: Se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro;

19  e, se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida, da cidade santa e das coisas que se acham escritas neste livro.

20  Aquele que dá testemunho destas coisas diz: Certamente, venho sem demora. Amém! Vem, Senhor Jesus!

21  A graça do Senhor Jesus seja com todos.

 

This entry was posted in Apocalipse. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>